Mermão, sô um cara legal.

Como tô dizendo, sô um cara legal. E quero que o blog fique legal. Daí que vou dar os créditos legais para quem for legal. E tudo fica na legalidade. Sacou?

Eu recebo um monte de lix…, de coisas maneiras por e-mail, e que nem sempre vem com o nome do culpado. Assim se tú achar qualquer coisa aqui no blog que seja de sua ou de outra pessoa, me dá um toque, manda um torpedo, um fax, um sinal de fumaça, qualquer p.. ou em último caso, um e-mail mesmo serve. Quié preu pôr o nome do mané, indicar outro site ou fazer qualquer outra coisa legal. Ou então esquece e num me enche mais o saco.

Eu sei que tú é meio lesado só por estar lendo o blog, mas vê sê entra nesse teu cérebro de passarinho: Todo bagulho que aparece neste blog tem intenção explícita de parodiar (Não sabe o que é? Vai procurar teu pai, o dicionário! Sua mula!), quer dizer, que assim como aquele zumbi cor-de-rosa com bolinhas azuis que conversa contigo de vez em quando, nada aqui é real. Mas antes que tú fique histérico, em posição fetal repetindo “Quero meu lugar feliz”, digo que pode confiar nos textos com links de referência, mas não eu garanto nada depois que sair do blog. E seu eu não garanto nada do que digo, imagina o que vou dizer dos comentários e de quem comenta:  um bando de sem-noção igual a tú, por quem não meto a mão no fogo. Menos quando elogiam o blog.  🙂

Outra coisa, ô prego: se tú olhá o Direito Romano, a Constituição dos Estados Unidos e o Estatuto do Idoso, tú vai ver que nada garante que os bagulhos neste site vão ter graça. O blog não promete que tú vai rir. Sendo assim, não daremos reembolso de porcaria nenhuma, mesmo porque não te vendemos troço nenhum mesmo. Do mesmo jeito, se tú se escangalhar de rir, cair e se esbulachar no chão, perder o emprego ou acabar com teu casamento por que tava lendo o blog, num vem chiar pro nosso lado não! Mas se tua sogra morrer do coração, aceitaremos um convite pra festança!

Já sobre a política de privacidade: só interessa a mim, então não se mete, falou? Vai tomar conta da tua vida!

Valeu, mermão? Firmô então.

Chato-Mor
chatomor@piada.net

PS.: Quem redigiu o texto foi meu advogado, que é carioca e surfista,  mas é um cara legal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para a barra de ferramentas