onibus

Como fazer uma viagem ao Centro de ônibus ser mais sofrida do que já é…

O cara tinha quase dois metros de altura, uma certa idade, um barbão e ainda blusa de manga e chapéu de cowboy. Um monte de cadeiras vazias, mas ele, lógico, sentou do meu lado. Não contente com me espremer na janela e encostar em mim com a tal blusa calorenta, ainda puxa papo:

– Oi, tudo bem! O motorista exagera na curva, né?

– Hunpf…

– Está animada para o Carnaval?

– Hunpf….

– Perguntei se vc está animada para o Carnaval!

– Eu trabalho no Carnaval…

– Que legal! Trabalha em que?

– Hunpf…

Quando eu achei que não ia mais me livrar da falação, o cara de trás começa a gritar com a Claro sobre uma conta cobrada indevidamente. O falador achou mais interessante se meter a conversa dele, dando palpites sobre o que dizer e a quem chamar na Claro. Eu, salva pela Claro, claro, troquei de banco o mais rápido que pude.

menucha.gif

Fauna de ônibus: O conversador
Tagged on:         
Pular para a barra de ferramentas