Meu sogro era uma boa pessoa e uma companha agradável, mas detestava o fato que eu e os amigos mais próximos lhe chamassem de Cabeção.
Minha esposa ficava indignada com a brincadeira, nos acusando de bullying.
O tempo passou e meu sogro acabou por falecer. Passados vários anos, minha esposa foi ao cemitério exumar o corpo.

Assistindo o trabalho do coveiro, minha esposa comentou: “-É. Meu pai tinha mesmo uma cabeção.”.

O coveiro colocou os ossos na caixa própria, mas não conseguiu fechá-la, devido ao tamanho do crânio…

Sogro cabeçudo
Pular para a barra de ferramentas