fla

O síndico, morador da casa 11, acompanhado de dois outros moradores, um deles indigado, bate à porta do vizinho da casa 4:

– Boa tarde, viznho. Vim aqui devido a uma reclamação de xingamentos durante a noite de ontem. Aqui é uma vila familiar e como temos crianças pequenas não podemos permitir algo assim.

O dono da casa 4 se defende:

– Realmente, eu me alterei ontem, porque o jogo foi muito bom e era um título muito esperado pelo meu time…

– Mas é preciso de mais respeito! Tenho filhos pequenos! – Disse o vizinho indignado, o flamengista da casa 9, cujo time havia perdido no jogo de ontem. – Voce xingou na janela na direção de minha casa! E sabe o que mais? Não vou ficar aqui discutindo, por que senão vou perder a cabeça e vou fazer uma besteira!

E saiu de volta a sua casa. O síndico, que não liga para futebol, ficou com puto por ter sido usado por ele para uma vingancinha babaca daquelas, de chamar a atenção do vizinho da casa 4. Com a promessa do vizinho de que aquilo nunca mais iria se repetir, também foi pra casa. O viznho da casa 6 que tinha ido com eles, amigo de ambos, ficou conversando com o morador da casa 4 para apaziguar os animos.

O tempo passou e na noite que o Flamengo conquista o Tricampeonato da Copa do Brasil, houve aquela gritaria na rua, nas janelas dos apartamentos e na vila também. Na cama, morador da casa 11, não mais síndico, ouvia os gritos vindo da casa 9:

– Flamengoooooo! Porraaaaaaa! Caralho! Puta que o pariu!

Além da voz do vizinho, ele distinguiu claramente, a voz do filho pequeno dele repetindo tudo!

menucha.gif

 

 

 

Esses flamengistas…
Tagged on:         
Pular para a barra de ferramentas