Sogro cabeçudo

dateEscrito em 11 de agosto de 2014 por Chato Mor

Meu sogro era uma boa pessoa e uma companha agradável, mas detestava o fato que eu e os amigos mais próximos lhe chamassem de Cabeção.
Minha esposa ficava indignada com a brincadeira, nos acusando de bullying.
O tempo passou e meu sogro acabou por falecer. Passados vários anos, minha esposa foi ao cemitério exumar o corpo.

Assistindo o trabalho do coveiro, minha esposa comentou: “-É. Meu pai tinha mesmo uma cabeção.”.

O coveiro colocou os ossos na caixa própria, mas não conseguiu fechá-la, devido ao tamanho do crânio…

Bookmark and Share

Golden Tijuca – Os bons tempos voltam…

dateEscrito em 11 de dezembro de 2013 por Chato Mor

Veja que lindo o vídeo de apresentação do Golden Tijuca (clica na figura!).

Capturar

Lindo não?

Só que ninguém avisou que a rua naquele ponto ALAGA!

Bookmark and Share

Esses flamengistas…

dateEscrito em 29 de novembro de 2013 por Chato Mor

fla

O síndico, morador da casa 11, acompanhado de dois outros moradores, um deles indigado, bate à porta do vizinho da casa 4:

- Boa tarde, viznho. Vim aqui devido a uma reclamação de xingamentos durante a noite de ontem. Aqui é uma vila familiar e como temos crianças pequenas não podemos permitir algo assim.

O dono da casa 4 se defende:

- Realmente, eu me alterei ontem, porque o jogo foi muito bom e era um título muito esperado pelo meu time…

- Mas é preciso de mais respeito! Tenho filhos pequenos! – Disse o vizinho indignado, o flamengista da casa 9, cujo time havia perdido no jogo de ontem. – Voce xingou na janela na direção de minha casa! E sabe o que mais? Não vou ficar aqui discutindo, por que senão vou perder a cabeça e vou fazer uma besteira!

E saiu de volta a sua casa. O síndico, que não liga para futebol, ficou com puto por ter sido usado por ele para uma vingancinha babaca daquelas, de chamar a atenção do vizinho da casa 4. Com a promessa do vizinho de que aquilo nunca mais iria se repetir, também foi pra casa. O viznho da casa 6 que tinha ido com eles, amigo de ambos, ficou conversando com o morador da casa 4 para apaziguar os animos.

O tempo passou e na noite que o Flamengo conquista o Tricampeonato da Copa do Brasil, houve aquela gritaria na rua, nas janelas dos apartamentos e na vila também. Na cama, morador da casa 11, não mais síndico, ouvia os gritos vindo da casa 9:

- Flamengoooooo! Porraaaaaaa! Caralho! Puta que o pariu!

Além da voz do vizinho, ele distinguiu claramente, a voz do filho pequeno dele repetindo tudo!

menucha.gif

 

 

 

Bookmark and Share

Exame de adevo-GADOS

dateEscrito em 28 de novembro de 2012 por Chato Mor

Para alguns bacharéis em Direito que prestaram o último Exame de Ordem, os trabalhadores têm direito a um “descanço” semanal. Para outros, a um “discanço” ou “discanso”. A questão, segundo um outro bacharel, é que os trabalhadores precisam “descançar”.

Essas são algumas das pérolas encontradas pelos professores responsáveis pela correção das provas subjetivas do exame que avalia se os bacharéis têm condições de se tornarem advogados.

Foi exigido pelo Exame que os bacharéis redigissem a contestação de uma ação trabalhista, como representantes da empresa reclamada. Em uma das situações expostas, a empresa era alvo de ação de indenização por danos morais por fazer revista íntima (ui!) em seus funcionários. Em um trecho de prova, um bacharel escreve que o reclamante pleiteia “danos moraes”. Noutro, diz que não assiste razão ao reclamante porque o reclamado agiu “dentro do Jus Variante”. Por isso, não se pode falar que houve “acédio moral”.

Em outra prova, o bacharel pede ao juiz a notificação da reclamada para apresentar contrarrazões. Ou seja, o representante da empresa pede a própria notificação.

Um dos bachareis, ao concluir sua contestação, requer a intimação do reclamante para apresentar “defesa testemunhal sob pena de confissão dos fatos fictos”. Outro bacharel termina sua contestação requerendo a procedência do pedido inicial feito contra o seu cliente.

Em uma das questões da prova, o bacharel tinha de explicar quais as consequências da inserção do nome de uma empresa no Banco Nacional de Devedores Trabalhistas. “Como consequências, podemos citar, dificultamento de empréstimos, descontos tributários além de má visualização perante os juízos trabalhistas”, escreveu um dos bacharéis que se submeteu às provas.

Sobre a mesma questão, outro bacharel afirmou que a empresa que tem certidão positiva de débitos trabalhistas emitida contra si fica impedida de ajuizar qualquer ação na Justiça do Trabalho. Outro aluno que participou das provas abriu um capítulo em sua contestação para advogar pela improcedência do pedido. “Da improveniência, leia-se iprocedência: Requer a total iprocenencia do pedido feito pelo requerente”, escreveu o candidato a advogado.

E esse pesoal quer ser dotô! Livrai-nos Inri Cristo (“Oh, Pai!!!”)

Fonte: Consultor Jurídico

 

Bookmark and Share

Novo restaurante

dateEscrito em 14 de julho de 2012 por Chato Mor

Conheci um novo restaurante:

image

image

Se o prato principal for comido no bom sentido o crente será canibal.
Se for no mal sentido será homoafetivo.
Se for comer o menino jesus será pedófilo.

Mas preste atenção nisso:

image

Pelo menos a igreja é simples!
Só cobra 6%!!!

Bookmark and Share

Horoscopo para hoje para Peixes

dateEscrito em 20 de junho de 2012 por Chato Mor

 

 

Bookmark and Share

Novo alarme de carro

dateEscrito em 16 de maio de 2012 por Chato Mor

Bookmark and Share

Parabéns Mães

dateEscrito em 13 de maio de 2012 por Chato Mor

Related Posts with Thumbnails
Bookmark and Share
123... 151152153Next
Busca: